A única mulher no deserto: estudo de caso de diversidade

Velho General

B-Top-720x75px-ADG.jpg

Daniella-1.pngPor Daniella Mestyanek Young*

Baixar-PDF


Assine o Velho General e acesse conteúdo exclusivo, conheça as opções de apoio ao Blog.


CapaMenina afegã carrega seu irmão mais novo a caminho da escola em 31 de março de 2010, na vila Morgan Kacha, no sul do Afeganistão (Foto: USAF/Senior Airman Kenny Holston via Flickr).


A sensibilidade feminina mostrou ao Exército dos EUA que diversidade não é sobre todos serem iguais, mas sobre aprender a tirar proveito das diferenças, trabalhar em equipe e preencher lacunas. Daniella Mestyanek, capitão da reserva do exército dos EUA, uma das primeiras mulheres a realizar missões de combate em um de seus dois períodos de serviço no Afeganistão, analisa sua experiência.


O barulho de dois gigantescos helicópteros militares decolando é ensurdecedor. O silêncio, depois que você e 25 de seus colegas mais próximos saltam e eles decolam, deixando-a sozinha perto de uma vila afegã, é preocupante. Quando a poeira…

Ver o post original 2.988 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s