Só o Brasil pode salvar a Amazônia

Velho General

B-Top-720x75px-ADG.jpg

Albert-VF1Por Albert Caballé Marimón

Baixar-PDF


Capa-PDF.jpgVista aérea da floresta amazônica próxima a Manaus, em 19 de abril de 2011 (Foto: Neil Palmer/CIAT/Flickr)


No final de junho passado – após vinte anos de negociação –, o Mercosul e a União Europeia finalmente selaram um acordo de livre comércio entre os dois blocos, fato que foi amplamente noticiado. No início de agosto, o presidente Jair Bolsonaro demitiu o diretor do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) por divergir da forma com que foram divulgados dados sobre o desmatamento da Amazônia em 2019. Note-se que as informações sobre focos de incêndio, áreas afetadas e outros vem de diversos sistemas diferentes, e é necessária uma integração e uma análise antes de um parecer final. A divulgação de dados preliminares pode levar a distorções e interpretações diversas. Na sequência desse fato, passamos a assistir a um verdadeiro ataque midiático ao Brasil.

Em 1º de agosto passado, a revista

Ver o post original 1.751 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s